quarta-feira, 7 de junho de 2017

GENTILI: A ADULTESCÊNCIA IRRESPONSAVÉL

O caso de Danilo Gentili evidencia alguns problemas de nosso tempo. O quão desinformado são os comentaristas de mídias sociais. Mostra a limitação intelectual que infelizmente formam os nodos de uma bolha ignóbil em meios. O limite e a importância da ética comportamentel bem como a diferença entre agressão e liberdade de expressão.

Hoje, ofício assinado pelo procurador parlamentar Carlos Marun (PMDB/MS) e pela deputada Maria do Rosário (PT/RS) é enviado a Polícia Federal. Nele há solicitação de investigação do vídeo qonde Gentili, gratuitamente agride virtualmente, a deputada gaúcha. Em conversa com um advogado e assistindo ao vídeo, ele menciona que Gentili pode ser denunciado pelos crimes contra a hora (injúria e difamação); crime de ultraje público ao puder (ato obsceno) e crime contra a administração pública (desacato). Se há crime, a tese de liberdade de expressão, dos defensores bestiais de Gentili cai por terra.


Existe um limite ético entre a comédia e a babaquice. A defesa da liberdade de expressão, da licença artística não supera esta barreira. A questão em discussão não é um atentando a tal liberdade, como muitos navegadores estão bufando. É claro que ao agredir a deputada e desconsiderar nossos inaptos políticos, ele o faz rompendo a barreira da ética e promove a animalidade. Os defensores de Gentili, lembram-me do filme “Idiocracy” (EUA, 2006).

A livre manifestação e o protesto passam longe do que ele fez. E não é um discurso moralista este meu. O mercado, liberal em vários sentidos do termo, já tomou um lado. Nas últimas horas diversos anunciantes deixaram o programa e o próprio SBT. O discurso do canal é por vezes hipócrita. O mesmo que usou da banheira com Gugu e de outras aberrações, como a promoção de pseudojornalistas, e a defesa de Marcão do Povo, se diz canal da família. Em nome desta falsa moralidade, mas marcado pela saída de anunciantes, tomará uma decisão quanto ao seu empregado, se ainda o for.

Na contramão, algumas # de apoio foram as mais comentados do dia. Entre comentários de mídias e anunciantes, quem será que SBT escolherá? Espero, que a justiça, a independer da escolha do SBT, investigue a fim de propor seriedade, mesmo quando este valor está em descrédito no país.