terça-feira, 9 de maio de 2017

TERRITORIALIZAÇÃO E HERANÇA AFRICANA NO RIO DE JANEIRO


Simpósio sobre o Museu da Escravidão e da Liberdade, que pretende integrar o Circuito da Herança Africana. Excelente ocasião para discutir a história e a cultura da antiga Freguesia de Santa Rita, Bairro da Saúde, hoje Porto Maravilha.
Objetivo do evento é fomentar os debates acadêmicos sobre a construção do "Museu da Escravidão" e o lugar marginal dado às culturas negras. Algo que rompe totalmente com a histórias das resistências negras na cidade do Rio de Janeiro.
No Instituto de História da UFRJ, Prédio do Largo de São Francisco de Paula, nº 1, dias 15 e 16 de maio.
Mesas de debates sobre o Museu da Escravidão:
  1. 15/05 (14h-15h30) História e Arqueologia
  2. 15/05 (16h-17h30) Musealização: escravidão ou herança africana?
  3. 16/05 (14h-15h30) Musealização II: escravidão ou herança africana?
  4. 15/05 (16h-17h30) Cais do Valongo: Patrimônio da Humanidade
No Instituto de História da UFRJ, Prédio do Largo de São Francisco de Paula, nº 1, dias 15 e 16 de maio.
O evento é organizado pelo Laboratório de História das Experiências Religiosas (LHER - UFRJ), em parceria com o CEAP - Centro de Articulação de Populações Marginalizadas.