segunda-feira, 24 de abril de 2017

METRO: ÃO, ÃO, ÃO SEGUNDA DIVISÃO


A frase de abertura do comentário do Augusto Ittner no Jornal de S. Catarina é uma ótima provocação ao Metropolitano e a descrente torcedor do time: “o rebaixamento faz parte do futebol e é preciso saber lidar com ele”. O rebaixamento do Metropolitano começou na primeira rodada do campeonato e com a forma como o futebol foi (mal)tratado. Buscar culpados após a última rodada não mudará o quadro. A mudança começa com visão estratégica a longo prazo e não com a montagem e desmontagem em competições, como é a medíocre realidade do time blumenauense. 

Rebaixamento não é fechamento de portas. Cair é aprender o caminho do retorno, como muitos aqui em Santa Catarina fizeram. Antes da segundona em 2018, há a Série D. Li que o time corre o risco de fechar, que disputará por completar tabela e outras coisas. Como também, alguns torcedores mais ásperos vociferando. Há tempos, venho aqui no Blog alertando do perigo iminente do rebaixamento, nenhuma novidade. A questão agora é reencontrar o caminho da primeira divisão. A próxima diretoria repense o time e o respeito ao torcedor.

Pelo menos um nota no site, uma mensagem, algo a mais que os dois últimos tuiteres pós-jogos. Já vi notas de falecimento mais animada que os canais de comunicação do time.

Torço para um encontro em Blumenau x Metropolitano, em 2018...