terça-feira, 4 de abril de 2017

INICIAÇÃO A VIDA CRISTÃ É TEMA DA ASSEMBLEIA GERAL DA CNBB

Redação (Segunda-feira, 03-04-2017, Gaudium Press) A CNBB promove este ano a sua 55ª Assembleia Geral, o encontro anual do episcopado brasileiro. Na ocasião, o evento ocorrerá em Aparecida entre os dias 26 de abril e 5 de maio e terá como tema central a "Iniciação à vida cristã".

Iniciação à vida cristã é tema da 55ª Assembleia Geral do episcopado brasileiro.png
Em preparação para a reflexão da temática, uma comissão foi montada a fim de elaborar um texto que será debatido pelos bispos durante os dez dias de trabalho no Santuário Nacional.

Após as contribuições recebidas, a segunda versão do documento foi enviada nesta semana aos membros da CNBB.

Considerada uma das cinco urgências da ação evangelizadora da Igreja no Brasil para o período de 2015 a 2019, a iniciação à vida cristã, por meio de suas Diretrizes Gerais, apontam a necessidade de desenvolver nas comunidades do brasil "um processo de iniciação à vida cristã, que conduza ao encontro pessoal com Jesus Cristo, no cultivo da amizade com Ele pela oração, no apreço pela celebração litúrgica, na experiência comunitária e o compromisso apostólico, mediante um permanente serviço ao próximo", em consonância com o Documento de Aparecida.
Sobre estes aspectos, o Arcebispo de Curitiba e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, Dom José Antônio Peruzzo, que também presidiu a Comissão do Tema Central, ressaltou que os redatores trabalharam para elaborar um documento que sirva de estímulo às mais ampliadas lideranças comunitárias e eclesiais, "na implementação de caminhos evangelizadores que contemplem experiências consistentes e vivenciais de encontro com o Senhor".

Dom Peruzzo também explicou que esta segunda versão do texto, mais unificada na sua redação, foi largamente abreviada. "Não se pretendeu um documento com todas as completudes que a temática comporta. Afinal não é uma obra para fins acadêmicos", acrescentou. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações CNBB