quinta-feira, 2 de março de 2017

DIREITO HUMANO É UMA QUESTÃO DE DIGNIDADE HUMANA

O conceito de dignidade humana é elemento chave nas discussões de direitos humanos. É ele que, de certa forma, embasa e rege a constituição dos direitos da humanidade. Por outro lado, por seu uso indiscriminado, o termo dignidade humana parece estar esvaziado de sentido. Há muito se tornou
um elemento presente em praticamente todos os discursos humanitários, mas sem efetividade concreta, acabando por nada dizer. Isto porque comumente os direitos humanos são pisoteados e esfolados na vida das pessoas, principalmente das pessoas mais pobres. A pretensa igualdade já não dá respostas aos desafios atuais, pelo contrário, o que se percebe é a agudização da desigualdade econômica, social e política. Neste sentido, é mister que se reinterprete a dignidade humana na perspectiva da coletividade, com sua construção a partir das relações sociais. Desta forma, é possível discutir uma cidadania participativa elaborada para além da representação. As representatividades já não conseguem responder às necessidades reais de pessoas reais. Estas também já não se contentam apenas com o direito ao sufrágio universal. Há que se ter como prioridade prática, não apenas discursiva, elementos que atendam aos anseios sociais da maioria e não apenas das corporações. Portanto, o objetivo deste artigo é discutir o conceito de dignidade humana numa perspectiva relacional coletiva que aponte caminhos para a elaboração de uma cidadania participativa.