domingo, 26 de fevereiro de 2017

ONDE FICOU AQUELE MILLAN VENCEDOR?


Cresci com futebol italiano no almoço pela tela da Band, ao mesmo tempo que via o Millan e o Napoli de Maradona jogarem muito. Onde aquele Millan foi parar? O jogo de hoje começou com muita movimentação, mas logo as faltas e as atrapalhadas do juiz tomaram lugar. Acho que ele já está credenciado para apitar no Brasil diante de tanto equívoco em único jogo.

Para além dos erros grotescos do apitador, o jogo contou com uma placa de publicidade virtual. Demorei para entender que as placas da TIM, principal patrocinadora da competição, ao lado da linha da grande área não estavam lá onde enxergava. Eram placas virtuais. Percebi quando Bacca, após ter seu gol de cabeça anulado atravessar por ela. Esta novidade pode trazer algumas situações bizarras.

Já pensou se o exibidor resolver mostrar patrocinadores diferentes do estádio? Ou ainda, alterar informações ao bel prazer? Até que ponto é lícito a mostragem de imagens considerando o real e o virtual ao mesmo tempo? Uma ideia comercial rica, mas que me faz pensar sobre os limites de sua exposição.

Envolto a algumas reflexões, e pensando realidade virtual, o jogo continuou, com botinadas e o Millan com um joguinho medíocre que me faz entender porque ele está fora das competições europeias. Sinto saudade doutrora.

Classificação com a rodada em andamento:
1. Juventus 66 | 2. Roma 56 | 3. Napoli 54 | 8. Millan 47 | 13. Sassuolo 30