domingo, 5 de fevereiro de 2017

METROPOLITANO VENCE PRIMEIRA NO ESTADUAL


Depois de muito tempo voltei a acompanhar uma partida no estádio. O modo de ver e sentir o jogo é diferente. É possível perceber detalhes que via televisão não conseguimos. Um dos detalhes do jogo de hoje no Estádio do SESI, foi a mascote mal-educada do time da casa. No intervalo do jogo o “Jacaré” foi provocar a torcida do Brusque. Ele não poupou gestos obscenos. Lamentável. A provação é para a torcida, a mascote faz parte da instituição C.A. Metropolitano, e como anfitrião, deveria prezar pela cortesia e tratar bem o visitante. A mascote é uma ligação direta com as crianças, e o exemplo mostrado foi lamentável. Bizarro demais e coisas que não cabem num evento de esportistas profissionais.

O Metrô finalmente conseguiu a primeira vitória no estadual. a vitória e o placar não são suficientes para traduzir o sofrimento que foi o jogo. No primeiro minuto de jogo, o Brusque teve o lateral-direito Alex Carvalho expulso após acertar uma cotovelada no adversário. A superioridade numérica não foi traduzida em boas jogadas. Durante todo o jogo o verdão sufocou o visitante, mas não mostrou criatividade nas jogadas. Encontro dois gols e tomou alguns sustos no contra-ataque. Por diversas vezes a torcida perdeu a paciência, com o excesso “paciente” do Cesar Paulista, técnico do Metropolitano. Poucas vezes a beira do campo, e com um jeito calmo, assistia a ineficiência operante do Metrô. Enquanto que o meio-campo do Metrô avançava e sufocava o Brusque no espaço de defesa, porém, a falta de criatividade na construção das jogadas não permitia mostrar um ataque perigoso. As alterações do Metropolitano foram no sentido de fazer o ataque mais eficiente, enquanto que Brusque apenas defendeu-se. Assim se passaram os minutos do jogo numa tarde de muito sol e cansaço visível dos jogadores.

O Brusque tem em seu elenco, o ex-Corinthians, Boquita. Está visivelmente acima do peso, mas, mesmo assim, tem um toque refinado de bola. Não percebi nenhuma corrida da parte dele, mas todos os toques dados na bola foram bem-sucedidos. Em forma, poderá representar muito para o time brusquense.

CLASSIFICAÇÃO:
1. Avaí 9 | 2. Chapecoense 7 | 3. Criciúma 6 | 5. Metropolitano 4 | 6. Brusque 3