segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

DIFERENÇA ENTRE CONHECIMENTO E OPINIÃO


#124: ELE CHEGOU COM A LÍNGUA SOLTA

O grego antigo, do período clássico, separava o conhecimento da opinião. Além de categorizar, tratavam ambas em oposição. O conhecimento se relacionava a questões ontológicas. Para chegar ao conhecimento, o ser humano, deve caminhar da opinião, gradualmente, à ciência. A ciência, no contexto grego dos séculos anteriores a Cristo, era entendida como um processo de saber mais elaborado que o saber cotidiano (vulgar). A opinião, para o grego era algo vulgar, simplório, mediano, que pouco acrescenta ao conhecimento, se não caminhar gradualmente em algo sustentável, ela prende o homem ao campo da ignorância.

Na coluna de hoje, falo da chegada de Felipe Melo ao Palmeiras e da relação entre jogador, imprensa e livre falar.

Escrevo nas segundas-feiras para o espaço Esporte e Mídia.