segunda-feira, 10 de outubro de 2016

FUTEBOL COMO ÓPIO

O futebol em tempos sombrio funciona como ópio. Marx afirmava que a religião é ópio do povo. Mas no momento que vivemos, uma mancha na democracia brasileira, com deputados se comportando como guris em pelada de futebol, acompanhar o esporte bretão é um pouco de ópio. Desligar-se da política e deixar um pouco da cultura inútil invadir o relaxamento.


Faço esta falação para dizer que as eliminatórias, com rodada permite muitos comentários. Elas acabam como qualquer comentarista de televisão. Uma hora está lá em cima noutra fora da Copa. Vide o Brasil na “era-Tite”; a Argentina que não empaca; o Chile campeão. Acredito que o retorno apenas reforçará o carrossel do grupo único, o Chile deve ainda mostrar força quando jogar em casa, arrancando pontos, porém, são seis por cinco vagas? Quem ficará de fora?