sábado, 8 de outubro de 2016

ESTUDANTES REJEITAM ENSINO MÉDIO INTEGRAL


Quem respondeu foram os principais interessados, os estudantes. Como de costume, abro minhas aulas comentando alguma notícia do momento, e na semana passada, discutia com eles, a questão do Ensino Médio integral. Os que se posicionaram contra, apontaram a dificuldade de conciliar a escola com o ingresso no mundo do trabalho. Há uma necessidade clara de trabalhar e procurar fora da escola alternativas de instrumentalizar ao mundo do trabalho. Não se faz política educacional sem políticas afirmativas, sociais e de inclusão. E o que vi até agora, nestes projetos capitalistas do atual governo é remediar uma situação já calamitosa para gerar números, sem importar-se de fato com os estudantes. Se houvesse importância, eles seriam ouvidos por primeiro.

Os estudantes que responderam esta pergunta, são estudantes do Ensino Médio que passam oito horas por dia. Quatro horas, no Ensino Médio regular, e mais quatro numa instituição profissionalizante. O que faz todo sentido ouvi-los e considerar o que pensam.