quarta-feira, 5 de outubro de 2016

CONSTRUÇÃO DE UMA BOLA DE FUTEBOL

Aplicação na confeitaria e contextualização para o ensino

O presente artigo surge diante da necessidade de uma professora de confeitaria em preencher um bolo  no formato de uma bola com os pentágonos e hexágonos. Esta bola já possuía um volume, que, devido ao molde do bolo, bastava preencher toda a sua superfície com pentágonos e hexágonos, que seriam moldados a partir de pasta americana e fixados no bolo. Por questões metodológicas, decidiu-se, que neste caso, a bola terá 12 faces pentagonais e 20 hexagonais. Esta forma se baseia em um dos sólidos de Arquimedes, que recebe o nome de icosaedro truncado. A partir dos dados citados, foi calculada a área da esfera, descobrindo posteriormente a medida do lado de cada polígono, que são iguais em ambos os polígonos. Sabendo a medida do lado, foram construídos com régua e compasso os moldes de papel para servirem de modelo e auxiliador para a confeiteira.

Artigo completo, Revista Maiêutica [UNIASSELVI]