segunda-feira, 25 de julho de 2016

RÁDIO A PILHA



A magia do rádio! Este era o anuncio que havia numa velha caixa de papelão onde meu pai guardava um motorádio preto pequeno a pilha. Era deixado em cima da geladeira. Tínhamos uma televisão, com imagem em preto e branco, ligada a uma antena espinha de peixe que sintonizava apenas o SCC, emissora local que retransmitia sinal do SBT. Aquele radinho surrado era a ponte que me permitia acompanhar o futebol, saber do meu time, entender o universo da bola sem visualizá-lo. A única porta. Com o findar dos anos de 1980, popularizou-se aqui no bairro as famosas antenas parabólicas, depois a chegada da televisão por assinatura e cada vez mais o rádio ficou no escanteio. Hoje aquele velho motorádio não existe mais [...]

Escrevo em Esporte e Mídia todos os dias.