sexta-feira, 15 de julho de 2016

MICHEL FOUCAULT E A TEORIA QUEER

Organizadores: Dra. Cristiane Marinho (UECE); Dr. Elias Ferreira Veras (UERN).

As relações íntimas entre o pensamento de Michel Foucault e a teoria queer são temas de discussão desde a década de 1990. No provocativo livro "Saint Foucault: Towards a Gay Hagiography" (1995), David M. Halperin tece esse elo, a partir do contexto norte-americano de emergência da Aids e das manifestações de ativistas queer, revelando a incontornável conexão entre teoria e politica. Por sua vez, referências queer contemporâneas, como Judith Butler e Paul B. Preciado, dentre outrxs, analisam modos diversos de pensar as relações de poder-saber e as políticas de sexualidade a partir dos encontros heterotópicos com Foucault, desconstruindo verdades estabelecidas sobre sujeito, sexo, genêro, corpo, raça e identidade, (re) atualizando resistências. O presente dossiê parte dessa relação entre as problemáticas foucaultianas e queer, especialmente das múltiplas abordagens e apropriações, ou seja, dos modos como essas perspectivas teórico-políticas inauguraram novos olhares e novos temas de estudos no Brasil e em outras partes, contribuindo para as transformações nos campos da história, da filosofia, da antropologia, da educação, da arte e da literatura. "Michel Foucault e a teoria queer" é ainda um convite para traçarmos uma ontologia heterotópica do presente, dos modos como nos tornamos o que somos e das possibilidades de nos tornamos outrxs.

O Dossiê sairá em número especial (n.15), a ser publicado em dezembro 2016, e contará com um total de 12 artigos.
Os artigos deverão ser encaminhados para avaliação até 30 setembro de 2016, pelo portal: http://www.periodicos.ufrn.br/bagoas.