quarta-feira, 13 de julho de 2016

A TOCHA OLÍMPICA EM MASSARANDUBA

Sai cedo de casa para acompanhar a passagem da tocha em minha cidade. Senti-me frustrado. Não falo do investimento político, porque acredito que o esporte traz retorno. É outra discussão. A frustração vem da forma como o retorno está pensado. A Carta Olímpica afirma que um dos princípios olímpicos é colocar o esporte ao serviço do desenvolvimento harmonioso da pessoa humana em vista de promover uma sociedade pacífica preocupada com a preservação da dignidade humana. Fiquei com impressão hoje, que o símbolo está em segundo lugar, ocupando o tamanho físico da tocha diante do tamanho dos caminhões de seus patrocinadores. Não quero pegar carona na torcida vermelha, quero uma identidade limpa onde o espírito olímpico tenha o espaço pensado lá em 1896 em Atenas.