terça-feira, 7 de junho de 2016

AUDIÊNCIA DA TELEVISÃO PAGA EM ABRIL

Números são interessantes para pensar como assistimos a televisão. São dados do Ibope que tomei por agrupamento que foram apresentados ao longo do mês de maio. Estou analisando somente os 50 primeiros canais na listagem. São números referentes a televisão fechada no Brasil.


Pagamos para assistir a Rede Globo. Com uma lineup que passa uma oferta de mais de cem canais, apenas um detem 40% da audiência. E se olharmos apenas para os dez mais assitindos encontramos apenas quatro canais pagos na lista: Discovery Kids; Cartoon Netwoork; Globo News e Fox e seis abertos. A divisão por audiência fica assim evidenciada:


O que leva a tal discrepância? Será que o brasileiro não tem acesso aos canais pagos? A qualidade de oferta não atende a demanda? Ou ainda, os canais abertos possuem uma qualidade superior em relação a aberta? Ou ainda isto é um reflexo de uma população habituada aos canais abertos e assina apenas pacotes básicos? Se for isso o que leva para a televisão paga?

Não conheço a resposta, mas acredito que tamanha diferenciação deveria ser um guia para a televisão paga frear sua falta de identidade, justificada na popularização editorial e apresentar um conteúdo de melhor qualidade aos assinantes.