quinta-feira, 3 de março de 2016

DESANIMADO

Desanimado, desanima, sem a anima. Anima, alma. Desanimado, sem alma.
Do dicionário de filosofia, o princípio da vida, da sensibilidade e das atividades espirituais.
Segundo Aristóteles, a alma é a causa da vida e por isso é imortal, diferente do corpo, este mortal. Para Plotino, não há ligação de alma e corpo. Já em Agostinho de Hipona, Deus está na alma.

Desanimado, sem alma, apenas corpo andando pelos lados, sem direção, sem objetivo.
Ações sem objetivo, ações desanimadas.

Os Positivistas reduzem a alma à consciência, então desanimado seria estar sem consciência? Ou talvez a consciência da frágil realidade traz ao desanimar...