quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

#VoltaFOX - COMUNICADO DA FOX NO CASO DA OITV

FOX Networks Group Latin America informa que a partir de hoje foi decidido suspender a transmissão na Oi TV dos sinais que fazem parte de seu portfólio. Desta forma, FOX, FX, FOX Life, FOX Sports, National Geographic Channel, NatGeo Wild, BabyTV e FOX Play deixam de ser transmitidos na plataforma da operadora de TV. Depois de vários meses de negociações e não tendo chegado a um acordo com a Oi TV, a FOX Networks Group (FNG) Brasil tomou a decisão de não continuar a transmissão dos seus sinais. No entanto, FNG Brasil confia que poderá, em breve, chegar a uma solução que seja benéfica para ambas as partes e, assim, reincorporar seus sinais nos sistemas. Programas que já são parte da vida dos telespectadores como "The Walking Dead", "Os Simpsons", "American Crime Story", "Modern Family", "Bones", "Uma Família da Pesada", "Sinfonia Insana", "Last Man on Earth", assim como os melhores filmes e documentários como "Malala", "Truques da Mente", "Ciência do Absurdo", e os conteúdos esportivos de maior destaque, incluindo a Copa Bridgestone Libertadores, Bundesliga, a Serie A TIM (italiano), Barclays Premier League (inglês), Liga BBVA (espahol), WWE, Bellator e NASCAR, e mais centenas de horas que seguirão à disposição dos assinantes por meio de todos os outros sistemas de TV por assinatura no Brasil.

Os assinantes podem deixam sua opinião nas Redes Sociais com a hashtag #VoltaFOX.

"A Oi informa que a transmissão dos canais da Fox na Oi TV foi interrompida abruptamente por iniciativa da Fox e sem que a Oi TV tenha sido intimada da decisão judicial, em meio a uma negociação em que a programadora tenta impor condições e valores exorbitantes para renovação do contrato. A Oi acrescenta que, no intuito de preservar o interesse dos clientes da Oi TV e da Fox, está trabalhando para encontrar uma alternativa satisfatória para todas as partes e para que os assinantes do serviço continuem usufruindo de sua programação habitual. Apesar de a questão estar sob discussão judicial, a companhia reitera que continua disposta a negociar para manter a transmissão dos canais da programadora a um preço justo."