sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

ESCOLA, PARA QUE PRECISA DE ESCOLA, ESCOLA PARA QUE?

Há tempos venho trazendo algumas reflexões sobre a escola e tecendo críticas a estrutura de fábrica na qual a escola está montada. Ontem numa disciplina do mestrado surgiu um questionamento interessante ao ler Bakhtin, a escola, numa modo geral não desenvolve a produção do escolar, apenas reproduz conteúdo, onde o escolar é levado na construção de um ser reprodutor e jamais, ou poucas vezes, criador. Diante da reprodução em série onde fica o indivíduo? A partir desta reflexão, a professora citou a obra La Maquinaria Escolar de Francesco Tonucci, uma obra para pensar práticas didáticas-metodológicas. Tonucci apresenta uma leitura através de charges. Para ter acesso a obra, clique aqui, arquivo disponível em PDF via GoogleDrive.