sábado, 9 de janeiro de 2016

CENTRO DE GRAVIDADE

Aviso: esta postagem contém revelações sobre o enredo.

Centro de Gravidade, lançado em 2011, com direção de Steven Richard, interpretados como personagens principais (e quase únicos) Ana Carolina Lima e Julio Machado. O enredo foi baseado no conto Pity for the World, do escritor americano David Plante, e ambientado no Brasil. O filme, de baixo orçamento, foi rodado em seis dias na cidade de São Paulo, com duas câmeras e equipe mínima, seguido por um minucioso trabalho de pós-produção. O recontar da história americana em português no espaço paulistano trouxe elementos próprios deste espaço para a trama.

O enredo conta histórias de traição. Um professor de literatura, pouco convincente, e uma profissional liberal, sem identidade com o trabalho. Ambos possuem histórias de infidelidade, mas há uma que motiva a ação que dá cor ao enredo. A traição dela com seu desvelar, determina a raiva do traído. Mas nas relações extraconjugais é que são desenhadas as identidades de cada qual. Ele como professor, busca numa aluna apaixonada, uma razão para ser, ela na vingança busca sentir-se valorizada enquanto mulher. Ambos subvertidos pelo trabalho que faz abdicar de toda e qualquer privacidade em busca de uma identidade.

Uma história cheia de nuances, porém, um tanto cansativa, apesar dos 70 minutos de filme. Boa fotografia, mas paisagem pouco explorada. Uma megalópole reduzida a um quarto e um pequeno vagão do trem. História densa entre as partes envolvidas. Poderia mais.