sábado, 2 de janeiro de 2016

CADÊ O SANTÁSTICO?


Começou a Copa Monstrengo, ops, digo, Copa São Paulo Jr, sub-19.

São 28 grupos, com 4 clubes, totalizando 112 participantes. Dos tradicionais aos desconhecidos passando pelos exóticos. Este ano a competição contará com o Panthèire Noire, do Haiti além dos times das 27 federações e os Empresários FC. Classificam-se dois de cada chave, passando, 56; depois 28; 14; 7 e aí o melhor dos perdedores continua para dar corpo às quartas-de-finais, semifinais e final. O que dizer disso? Perder continua, mas o problema nem é este e sim, uma competição com 112 times em 23 dias. Sem chances. Outra crítica ainda são aos horários abusivos, e muitas vezes para atender a grade da televisão.

Não consegui ver o jogo completo de Santos x Confiança. Acompanhei apenas o segundo tempo. A primeira coisa que vi foi a substituição do árbitro por lesão muscular. Acompanhei na esperança de ver um Santos semelhante a tempos passados, mas nada disso. O time errou fundamentos, como cruzamento e abusou dos passes imprecisos, feitos de qualquer jeito. O que chamou a atenção foi a organização do Confiança. O time sergipano saiu com um bom toque de bola, cadenciou e ritmou bem o segundo tempo.  O destaque é a maneira como saem com a bola. As linhas de marcação se dissolvem criando triangulações abertas, o que fez a bola chegar rapidamente ao ataque. Recurso inteligente, faltou apenas pontaria para tentar o gol.

Faltou confiança ao Santos.

Gol: Nathan [1° Tempo, Santos]
Grupo 7: América (PE) 2 x 0 Ferroviária (SP).