quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

RIVER PLATE E BARCELONA: FINAL ESPERADA

Não consegui acompanhar as semifinais com atenção. Foram dois jogos com o orelha na transmissão e os olhos ocupados em outros afazeres. Estou escrevendo antes da final do jogo do Barcelona, como não acredito que o time chinês consiga virar o resultado, já antecipo um título. Uma questão de lógica da bola que muitas vezes é alógica. Enfim, houve uma história. Ontem o River Plate sofreu para vencer. Os primeiros minutos um domínio total dos sulamericanos. Porém, ao final do jogo pareceu-me evidente que o Sanfrecce esperou o desenho tático do River mostrar-se para então começar a jogar. Pelo ouvir da partida era evidente o controlo das jogadas e a obediência tática dos japoneses. Algo que destaquei na primeira partida do clube. Uma pena ele ser eliminado. Assim é a bola.

Já o jogo d’agora de manhã duas considerações. Primeira, o time de Felipão tenta segurar, porém não consegue chutar ao gol. Aquela postura contra os mexicanos não foi repetida, o que poderia ser um suicídio, mas sem uma aventura não há gol. E a segunda consideração reflete que os azuis do Barcelona dominaram a partida e resultado, a lógica, escrevo por volta dos 70’ de jogo e o placar está Soares 3x0, acreditar em virada? Não hoje.

Provável final: River Plate x Barcelona, domingo. Favorito? No momento, qualquer competição que há o Barcelona, ele é favorito.