domingo, 28 de junho de 2015

REDES SOCIAIS EM EDUCAÇÃO

Acho estranho demais quando observo alguns corpos durante minhas falas sobre tecnologia digital (TD) na educação. Há uma resistência ao meio. Não entendo. Como pensar uma resistência a uma possibilidade? E ao falar de TD estou pensando em Redes. Elas vão além das possibilidades virtuais, pois permitem uma interação entre as pessoas, algo mais profundo que apenas uma relação de imposição. Se no espaço sala de aula não haver interação, qual o sentido dela existir? E na interatividade, algo é importante: a colaboração. Não basta usar a TD na sala, é preciso estabelecer tratativas de ensinar, transformando o escolar em autor.  Usar as RSV na sala de aula não é uma questão de substituir caderno, AVA ou professor-obsoleto, mas ofertar uma nova possibilidade