domingo, 28 de junho de 2015

GOL DA ALEMANHA, OPS, PARAGUAY, DÁ NA MESMA!

Eu não consigo acreditar que uma seleção com bons jogadores consegue perder para uma time tão lento quanto o Paraguai. Não faz sentido, embora os argumentos parecem ser interessantes. Primeiro, não há variação técnica do time da CBF: saídas de bolas pelos lados e alçadas para o ataque referência, um esquema: 4-2-bola pra frente-1. Segundo, jogadas centradas no contra-ataque, como se fôssemos um time de jogadores desprovidos de capacidade e técnica, que não é verdade, basta olhar o valor das últimas transições de mercado. Terceira, a impaciência de jogo, não há tentativas cerebrais, apenas jogadas com base na “emoção do vamo Brasiiiiiil”. Isto é futebol profissional não amor à camisa ou um discurso patriótico falso. Francamente, se espera que um treinador tenha um repertório de jogadas e não um amontado em campo. Não basta trocar o treinador, é preciso trocar a mentalidade na CBF.

Semifinais: Chile x Peru; Argentina x Paraguai.