segunda-feira, 29 de junho de 2015

COM TRÊS GOLS, CHILE VENCE POR 2X1

Cada competição tem seu peso, porém para o Chile, esta Copa América tem um peso maior. Não vou usar o clichê, peso de Copa do Mundo, porque não quero reduzir o mundial a um continental. Mas, é de fato, a competição que a Roja tem condições verdadeiras de levantar o troféu. E é muito bonito ver o estádio Nacional deste jeito. Espero que este povo todo carregue consigo as lembranças dos tempos de chumbo. Para quem imaginou um massacre chileno houve uma surpresa. O Peru acreditou no jogo, mas exagerou na violência. Lição aprendida rapidamente pelos chilenos. Porém, melhor que a pancadaria é o lá e cá de cada seleção. Isto sim é futebol e não a lentidão d’outro dia. Lentidão hoje, só da geradora de imagens que não mostrou o impedimento no gol chileno do primeiro tempo. Gostei demais da atitude corajosa de Ricardo Gareca. Mesmo um jogador a menos, ele colocou o time para atacar, para jogar futebol almejando o gol e não defende-o. Pagou um preço, mas foi o preço do arriscar-se.