terça-feira, 30 de junho de 2015

ARGENTINA DESENCANTA

Não vi ao jogo. Cheguei em casa já estava quatro. Olhei para o lado e já eram seis. Se formos eliminados pelo Paraguai e ele perde de seis, com aquele que tomamos, chegamos a mítica marca de sete. Mas algo é mais verdadeiro que a mística, pelos lances que vi, mostrou que a seleção argentina não se prendeu no esquema de lentidão dos paraguaios. Diante da lavada a pior coisa é a análise da CBF diante do resultado do Brasil. É inadmissível o ensaio a cegueira dos que dirigem nosso futebol.