segunda-feira, 18 de maio de 2015

O PANO BRANCO DA DISCÓRDIA

Esta semana em Esporte e Mídia trago para a reflexão o ocultamento do nome Allianz, em Allianz Parque, na estreia do Palmeiras pelo Brasileirão Chevrolet. Como é sabido de todos, funcionários de uma empresa terceirizada, não nomeada pela CBF, ao montar as placas de publicidade, por excesso de zelo, cobriu o nome do estádio palmeirense no jogo contra o Atlético/MG. Segundo nota oficial da CBF, em seu site, afirma que “vale ressaltar que o problema foi detectado e devidamente corrigido pela diretoria de Marketing da CBF e não se repetirá nos jogos do Campeonato Brasileiro”. Esta explicação é a oficial. Poderíamos questioná-la, mas por ora, vou ficar com a versão oficial, mas relutando.