terça-feira, 5 de maio de 2015

LUTO NO PRIMEIRO DE MAIO

Texto de Leda Maria Messias da Silva

Nunca um “primeiro de maio”, teve tão pouco a comemorar. Primeiro, assistimos, estupefatos, a Câmara dos Deputados aprovar o PL 4330/2004, que trata da terceirização na atividade-fim da empresa.  Depois, os trabalhadores da Educação, que contribuem com descontos mensais em seus parcos salários, para comporem uma Previdência que garanta a sua aposentadoria no futuro, se viram ameaçados por saques de sua Previdência pelo Estado, que importam em torno de 124 milhões mensais...

LEIA NA ÍNTEGRA: