terça-feira, 5 de agosto de 2014

A F1 e a Globo: da audiência a quase promiscuidade

(...) O Brasil ainda é líder mundial em telespectadores, mas isto tem diminuído. Hoje por aqui são 77 milhões de espectadores segundo a FOM. Mas há uma queda de audiência que é um fenômeno mundial e não apenas brasileiro. Em meio a queda vertiginosa há outra questão que permeia a televisão brasileira, de modo especial a Rede Globo que é a necessidade exagerada de criar ídolos. (...)

Postagem completa: Coluna "Filósofo Esportivo"
O Brasil ainda é líder mundial em telespectadores, mas isto tem diminuído. Hoje por aqui são 77 milhões de espectadores segundo a FOM. Mas há uma queda de audiência que é um fenômeno mundial e não apenas brasileiro. Em meio a queda vertiginosa há outra questão que permeia a televisão brasileira, de modo especial a Rede Globo que é a necessidade exagerada de criar ídolos. - See more at: http://www.esporteemidia.com/2014/08/a-f1-e-globo-da-audiencia-quase.html#more
O Brasil ainda é líder mundial em telespectadores, mas isto tem diminuído. Hoje por aqui são 77 milhões de espectadores segundo a FOM. Mas há uma queda de audiência que é um fenômeno mundial e não apenas brasileiro. Em meio a queda vertiginosa há outra questão que permeia a televisão brasileira, de modo especial a Rede Globo que é a necessidade exagerada de criar ídolos. - See more at: http://www.esporteemidia.com/2014/08/a-f1-e-globo-da-audiencia-quase.html#more
O Brasil ainda é líder mundial em telespectadores, mas isto tem diminuído. Hoje por aqui são 77 milhões de espectadores segundo a FOM. Mas há uma queda de audiência que é um fenômeno mundial e não apenas brasileiro. Em meio a queda vertiginosa há outra questão que permeia a televisão brasileira, de modo especial a Rede Globo que é a necessidade exagerada de criar ídolos. - See more at: http://www.esporteemidia.com/2014/08/a-f1-e-globo-da-audiencia-quase.html#more