terça-feira, 24 de junho de 2014

CAMARÃO À MILANESA

Bater em cachorro (ou seria camarão) morto é fácil. Adicione a falta de perspectiva e inobediência tática. O jogo serviu para marcar o primeiro lugar e só. Alias, tem mais, serviu para Fernandinho conseguir a titularidade. Mas não houve ganho técnico e tático, ainda é o time ruim da primeira fase. Para superar o Chile será preciso mais. Os hermanos só perderam quando se arriscaram para vencer a Holanda. Dois placares que não retrataram o estado de competição, apenas circunstâncias de jogo.

Se Uruguai vencer a Itália e ficar em segundo lugar com Colômbia em primeiro, teremos uma semifinal sulamericana.