domingo, 22 de junho de 2014

2A RODADA DA FASE DE GRUPOS

Chile, Holanda, França, Costa Rica e Colômbia. São até o final da 2ª rodada as seleções com 100% do aproveitamento, ainda tem Bélgica, Argentina, mas quero ignorá-las. Pelo uma das cinco cai amanhã. Copa de surpresas? Talvez. França tem uma base que vem de título. Chile não é de hoje apontado por muitos como uma grande seleção. Holanda veio desacreditada por conta da idade, mas surpreendeu. Colômbia era tida como sem brilho pela falta do principal jogador do país. O que me resta, aquela do grupo da morte que ninguém lembrava: Costa Rica. Mas qual copa não teve supressa?
2010: Gana a uma bola da semifinal
2006: Surpresa de Portugal de Felipão em quarto lugar.
2002: Turquia nas semifinais.
1998: Croácia em sua primeira copa é semifinalista.
1994: Bulgária e Suécia entre os quatro finais.
1990: Camarões, aquele que ficou na memória de todos e que é diferente dos camarões à milanesa de amanhã.
1986: A famosa “Dinamáquica” e a Bélgica terminando em quarto.

O que irrita-me nesta copa é o excesso de comentaristas que impõe o argumento do futebol como verdade. Não há verdades, há fatos e opiniões de jogadas. “Tenho certeza que o Brasil vai ganhar!”. Certeza, o caralho! Se você tem tanta certeza use-a com os números da loteria. Futebol é um esporte interessante porque a previsibilidade não é regra. Se assim fosse Espanha; Portugal e Inglaterra não estaria da forma que estão. Futebol tem palpites, mas palpites passam pelo crivo do erro/acerto e não da verdade.

Uma dúvida: nos canais esportivos só há Copa? Nada mais acontece no planeta? Amanhã começa Wimbledon no SPORTV2 e SPORTV3; boxe internacional no ESPORTE INTERATIVO e beisebol na ESPN+.