domingo, 13 de maio de 2012

E o pastor operou um milagre

O venezuelano Pastor Maldonado, da Williams vence o GP da Espanha; veja reportagem do portal Terra.

Já que apaguei o espaço que falava sobre o automobilismo não resisti ao tempo para dar um pitaco sobre o herói de hoje. Em uma palavra: Fantástico. Talvez o mais consciente da história e da vitória tenha sido o próprio piloto diante de sua vitória.Olhando os números de sua carreira esta foi a terceira vez que o piloto terminou na zona de pontos. A primeira, na Bélgica em 2011 em décimo e a outra fora na China este ano em oitavo. Então, este ufanismo todo se criou talvez seja desnecessário e o piloto de fato tenha consciência das reais possibilidades que o cercam e sabe que o resultado fora anormal.

Ontem, pelo Facebook, critequei a forma da CNN en Español falar de sua pole circunstancial. Confesso que torci por ele hoje, talvez movido pelo espírtio anti-Alonso, mas gritar ao venezuelano como Galvão tenha feito é repetir o exagero do canal de notícias.Este talvez seja o grande erro da mídia esportiva: a criação de heróis pontuais.

Momento mea culpa: durante a semana no blog OiTV News afirmei que o GP da Catalunha era pragmático. Se não fossem os ovos dos pneus teria razão eu. Tamanha é minha falta de razão que uso uma frase pronta de Schumacher.