segunda-feira, 30 de maio de 2011

Falta tudo nas escolas estaduais

Blog do prof. Eliseu S. Lima

Falta de segurança, acessibilidade, material de limpeza e até falta de lápis, livros e cadernos. Esse é o diagnóstico da situação nas unidades da rede estadual de ensino em 13 cidades da Grande Florianópolis. O levantamento revela que em 54% das escolas da região não há material escolar para todos os alunos, foi divulgado, ontem, pela Secretaria de Desenvolvimento Regional. A pesquisa, encomendada pelo secretário regional Renato Hinnig, mostra a realidade das 113 escolas regulares da região metropolitana. Em 71% das escolas pesquisadas, não há material de expediente suficiente e, em 58%, os materiais de higiene e limpeza são insuficientes. A falta de acessibilidade a deficientes físicos, apontada em 68% das unidades de ensino, também deve ser priorizada, bem como pequenos consertos. Em relação à infraestrutura – conforme o estudo, 63% das escolas precisam de reforma geral –, os investimentos devem demorar um pouco mais, pois dependem de verba do governo estadual.

Outro ponto insatisfatório no levantamento é o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Nos 13 municípios estudados que compõem a Secretaria de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis, a média do Ideb é 4,4, enquanto o ideal estipulado pelo Ministério da Educação é 6. O Ideb de Santa Catarina é 4,2.

Clique aqui para postagem original.