quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

A problemática do homem

Estava eu lendo um artigo sobre a <modernidade líquida> e em meus devaneios encontrei a seguinte frase em meu marca página: aquele que não tiver dois terços do dia para si, independente de poder, status ou riqueza, é um escravo! Somos então uma sociedade de escravos que luta por carreira, mercado de trabalho, qualificação profissional, que passa horas na frente de um PC buscando novas ferramentas para melhoria profissional? Penso que o meu marca página trouxe outra característica da modernidade líquida: a escravidão!