domingo, 13 de junho de 2010

Fidelidade

Um trecho do livro O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde: Os verdadeiros fúteis são o que amam uma só vez na vida. O que eles chamam a sua lealdade ou fidelidade eu classifica o sono do hábito ou a sua falta de imaginação. A fidelidade é para a vida sentimental o mesmo que a estabilidade é para a vida intelectual: simplesmente uma confissão de impotência. A fidelidade (...) há nela a paixão de propriedade. Abandonaríamos muitas coisas se não tivéssemos o receio de que outros as recolhessem.

WILDE, Oscar. O retrato de Dorian Gray. São Paulo: Martin Claret, 2009, pág. 54