segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

As coisas do mundo

Todas as coisas do mundo são de todos os homens, porque todos os homens delas necessitam, porque todos os homens colaboram na medida de suas forças, para produzi-las; porque não é possível avaliar a parte de cada um na produção das riquezas do mundo.

Kropotkin, Piotr. A conquista do pão. Lisboa: Guimarães & Editoras, 1975; p. 30-31.