domingo, 21 de setembro de 2008

Flanar

Meus pensamentos flanam. Sem saber o que dizer segue o mesmo caminho, e como caminhante também não conhece seu destino. O destino poderia estar marcado nas estrelas, mas nisso tudo a nebulosidade dos dias parece não ter fim, e as estrelas são ofuscadas. No fim, que é um começo, tudo flana. Desprovido de tempo as palavras fogem, munida de palavras o tempo foge.