sábado, 14 de junho de 2008

Para que servem os seriais?

Tive uma semana pesada no mundo virtual. Tão pesada que fui obrigado a fazer certas atualizações em meu conjunto de trabalho. Impressora, placa-mãe, processador. Como de costume ao formatar meu PC, aquela velha história, onde estão os seriais de instalação? Mas logo após a pergunta e a missão de achá-los me surge outra ainda maior, para que eles servem? Não vejo utilidade alguma. Se o objetivo for impedir a pirataria teríamos um problema grave. Só não é possível achar o serial da certidão de nascimento no Google, porque certidão não possui (ainda) serial, mas os de softwares todos são “acháveis”. Seria mais fácil evitar a pirataria se os preços de softwares fossem mais acessíveis. Mas voltamos à pergunta, qual a utilidade? Eu não vejo outra senão confundir a pobre cabeça do usuário de informática, que passa mais tempo procurando que propriamente executando. Uma seqüência numérica-alfabética totalmente desconexa e fácil de ser crackeada. Não estou aqui fazendo apologia a pirataria, isso não, mas o “sistema” deveria favorecer. Depois de digitar tantos algarismos desconexos, quando há algum erro e o “sistema” não funciona a sensação é semelhante a de um coração parando de bater. Que mundo tecnológico é este, onde a máquina que deveria ser um meio acaba se tornando um fim?