sábado, 17 de maio de 2008

O VELHO DEBA

Ontem, ao utilizar o transporte público blumenauense, me deparei com um cartaz interessante. Vi pela primeira vez o projeto do estádio do SESI, nossa que lindo o projeto. Projeto completíssimo – o estádio seria reformado para os padrões FIFA. Fantástico. Algumas esquinas mais tarde o ônibus, o cartaz e eu estávamos passando enfrente aos fragmentos do velho Deba. No meu lado o arcaico decaído, na minha frente o futuro projetado. O palco de tantas emoções de um clube que já não existe também deixa o cenário. O que antes fora um tapete verde agora é um descampado com arquibancadas no chão. A memória de um clube que nunca foi campeão está desaparecendo. Sou torcendo do Metropolitano, mas poderia ter sido do BEC, do Madureira, do Real... o blumenauense tem um coração aberto ao futebol. Mas quem o administrou no passado não teve. A imagem funeral do velho Deba é o retrato da história do futebol de Blumenau. Resta a esperança para ficarmos marcados no mapa do futebol, e a cor da esperança é verde, como a cor do Metrô!