domingo, 13 de abril de 2008

Trilhas e marcos

É estranho pensar e repensar coisas que foram feitas no passado. Há horas que faz bem, noutras nem tanto. Em meio a tantas emoções passadas podem residir lágrimas, mágoas, certezas e incertezas de tantos atos. Pascal ao afirmar que “o coração tem razões que a própria razão desconhece” nem imagina que seria citado por tantos amantes. É impossível voltar ao passado para corrigir erros, mas trilhar o futuro de forma equilibrada e sincera é possível.

Trilhar, ato ou efeito de construir uma trilha. Trilha, caminho rústico no meio do mato.

Quando criança costumava brincar no sítio com um facão à bainha e ir ao mato abrir trilhas. Não tinha noção do espaço dentro da mata, apenas conseguia enxergar os passos que estavam diante do olhar. Não era possível prever o final se não houvesse marcos significativos. Assim também podem ser as trilhas do coração, se não houver um grande marco, apenas é possível caminhar olhando o próximo dia, olhando aquilo que está muito próximo. O distante é inatingível. O único grande marco é querer bem! Querer bem é amar.

albiofabian.xpg.com.br