quarta-feira, 19 de março de 2008

Coração e coração

A vida é um grande mistério. Tal afirmação pode parecer um simples clichê, banalizado pelos desajuizados que insistem em desvendar suposto mistério. Não quero desvendar, mas sim, mensurar duas situações que não estão mais presentes: as relações amorosas. Elas podem ser classificadas de duas formas, as que marcaram e as que não marcaram, ou simplesmente passaram.

As que marcaram são fáceis de serem definida. As pernas tremem, seu fim parece ser o fim do grande mistério, quando volto estremece tudo por dentro, uma verdadeira tempestade. Mas as tempestades passam e deixam marcas. Agora triste coisa são aquelas que nada marcaram que simplesmente passaram. Foram embora com o vento e não restou nada, como se a história de outrem fosse algo sem sentido, vazio. Das duas prefiro sofrer com a marca da ruptura do que ser acusado de leviano com o coração dos outros.

albiofabian.xpg.com.br