quinta-feira, 21 de junho de 2007

Noites de neblina

Andar de moto e entrar numa neblina é uma grade aventura. Lembrando que aventura significa circunstância ou lance acidental, inesperado; peripécia, incidente. Ou ainda estar guiando uma moto e entrar num grande trecho de neblina numa noite de inverno. Sei que escrevi sobre isso, mas o faço de novo.

Mesmo sabendo do caminho, você entra num espaço desconhecido. Pouca coisa consegue ver, porque a visão é toda tomada por uma úmida e sombria névoa que te leva a agir com cuidado. Nessa hora, qualquer decisão errada pode causar um grande estrago, sendo assim, não é hora de tomar decisões e sim deixar as coisas acontecerem, seguir o caminho a fim de atravessar o grande espaço.

Ao passar este espaço é possível perceber que os grandes obstáculos foram vencidos. Mas é inevitável as marcas. Mesmo tendo atravessado o corpo fica molhado, o capacete todo embaçado, o farol perdido em ribaltas que nada ajudam na longa jornada.

Amigo, porém a vida emprega certas peças, muitas vezes essa neblina se estende para longas jornadas que parecem ininterruptas, porém, não podemos parar, porque caminhar é preciso.

Prof. Albio Fabian Melchioretto
www.albiofabian.xpg.com.br