sábado, 7 de abril de 2007

Nunca é tarde para dizer EU TE AMO.

Faz tempo que eu não escrevo nada a punho, mas hoje faço pensando em alguém que talvez embora. Penso comigo mesmo, como é triste se distanciar daquilo que gostamos! Imagine o garoto ao ganhar a primeira bola e ter que deixá-la em cima de uma vitrina: olhar pelo vidro sem poder tocá-la. Como é triste a partida. Como é triste deixar os outros partirem. Nosso coração é semelhante ao coração do garoto ao ganhar a bola. É dele e de mais ninguém - pena. Nossas amizades devem ser cultivadas como pássaros: livres para voar, soltos para amar. Bem
diferentes do garoto da bola.

Meu anjo? somente agora sei o quanto tu és especial... voe meu anjo, voe para terras bem distantes, traz na alma o sonho e a conquista daquilo que tantos busca e seja eternamente feliz porque és única no grande mar da vida. Te adoro! Contes comigo, embora que distante.
Ou muito perto, não sei, talvez o tom da distância é marcado pela solidão e estar perto é ter o coração próximo, por isso moras bem perto de mim.

Carinho
Fabian

www.albiofabian.xpg.com.br