sábado, 7 de outubro de 2006

Palavras

Prof. Fabian

É tão estranho estar apaixonado,

Aliás, estar não, ser apaixonado.

As palavras não saem, balbuciam e fogem... somem,

Os verbos não se completam, perdem-se...

Penso que as palavras não podem ficar soltas, ao léu. Porque se assemelham com folhas.

As folhas, às vezes, deixam a árvore, se desprendem, vão buscar um horizonte somente delas. Voam, voam, voam... se perdem.

Mas a liberdade não existe no voar. Longe das árvores, elas secam, e a beleza verde passa a ser cinza e sofrem no ajuntar do jardineiro. E ele com sua sabedoria condena-as a morte. As folhas longe da árvore, perdem a vida., perdem o motivo de sua existência.

Não quero que minhas palavras percam o real sentido. Não devem ser ditas apenas por dizer.. não quero que minhas palavras sequem como folhas longe da árvore. Apenas desejo poder te dizer as coisas mais simples que brotam da comunhão de teu sorriso.

http://www.albiofabian.xpg.com.br