sábado, 24 de dezembro de 2005

Desceu do céu a Palavra onipotente - Dom Erwin Krautler

“Quando um profundo silêncio envolvia o universo

e a noite ia no meio de seu curso,

desceu do céu, ó Deus, do seu trono real,

a vossa palavra onipotente”

(Sb 18,14-15)

Só quem silencia, ouve a Palavra de Deus.

Só quem cala, escuta a voz de Deus.

Só quem desperta, sente a presença de Deus.

Só quem abre o coração, encontra a Deus

Só quem estende as mãos, pode abraçar a Deus.

Só quem se esquece de si, começa a amar a Deus.

Só quem silencia, ouve o clamor dos pobres.

Só quem cala, escuta o choro das crianças.

Só quem desperta, sente a dor alheia.

Só quem abre o coração, encontra os outros.

Só quem estende as mãos, pode abraçar as pessoas.

Só que, se esquece de si, começa amar o próximo.

Que a Palavra de Deus nos inspire e oriente

Neste Natal, No Ano Novo e sempre

Erwin Krautler

Bispo do Xingu

Membro da Comissão Episcopal para a Amazônia